Dia de Los Muertos

header_blog

Está sentindo um clima pesado no ar? Acha que o vento mudou de direção e lhe subiu um arrepio na espinha? Não se desespere! Hoje é 31 de outubro, e pode ser só uma impressão por você estar cercado (a) do clima do Halloween. Mas não é exatamente sobre o Halloween em seu formato estadunidense que falaremos. Vamos descer um pouquinho no mapa, precisamente ao México, para conversarmos sobre o Dia de Los Muertos, a celebração mexicana de honra aos que bateram as botas.

4

Tradição indígena mexicana, declarada Patrimônio da Humanidade pela UNESCO, o Dia de Los Muertos começa no dia 31 de outubro e vai até o Dia de Finados, 2 de novembro. Antes da chegada dos espanhóis àquela região, era costume entre os povos nativos guardar o crânio dos inimigos como troféu de guerra, e expor esses pitorescos troféus em celebrações à vida e à morte. Para esses povos, a alma do morto iria para lugares bons ou maus, dependendo do tipo de morte que tiveram. Ou seja, a morte era fator decisivo e muito discutido entre as civilizações pré-espanholas.

3

Com a chegada dos colonizadores, ocorreu uma adaptação cultural que fez o ritual coincidir com as datas católicas de respeito aos mortos e Dia de Todos os Santos. Porém, a caveira permaneceu como símbolo, juntamente com outras peculiaridades, como servir muitos doces aos convidados nas celebrações de Dia de Los Muertos, flores, presentes e visitas a cemitérios.

1

Tendo a caveira mexicana como símbolo, é muito comum que as pessoas pintem o rosto como forma de celebrar.

5

Também, grandes altares são feitos com fotos e homenagens aos que já se foram.

6

O Dia de Los Muertos é, hoje, além de um sinal de respeito aos antepassados e dia de lembrar as pessoas que se foram, uma das mais antigas festividades da humanidade e reafirmação da identidade de um povo.

2

ver_hoteis ver_voos