Visto para os Estados Unidos – mudou tanto assim?

Visto para os EUA - o que muda?
Muito se falou sobre a polêmica ordem do novo presidente norte americano Donald Trump. Nomeada pela Casa Branca de “Decreto para proteger a nação contra a entrada de terroristas estrangeiros nos Estados Unidos”, ela restringe a entrada de imigrantes no país (até mesmo veta a entrada de cidadãos de 7 países), mas o que, de fato, isso muda para brasileiros?

Ainda não se pode afirmar que menos vistos serão emitidos, mas certamente será mais trabalhoso para se conseguir um. Após a mudança, somente quem tem menos de 14 anos ou mais de 79 está isento da entrevista pessoal (antes, bastava se ter até 15 anos ou mais de 66 para ser liberado). Além disso, o prazo para renovação sem a necessidade de entrevista pessoal passou de 48 para 12 meses. Fora esses, somente em casos de solicitantes de vistos diplomáticos e funcionários de governos estrangeiros e organizações internacionais (categorias de visto A-1, A-2, G-1, G-2, G-3, G-4, OTAN-1 a -6, C-2 e C-3).

O que muda para visto para os EUA

Veja aqui como tirar o visto para os Estados Unidos. Lembre-se, também, de que lá é exigido visto para se fazer uma conexão pelo país, sendo esse conhecido como visto de trânsito.

O site da embaixada dos EUA no Brasil disponibiliza uma versão traduzida do decreto de Trump. Lá, também é possível ver os tipos de vistos e procedimentos necessários para emissão de cada um.

Ver passagens aéreas para os Estados Unidos Ver hotéis em Nova York