A importância do seguro viagem

Header - Seguro Viagem entenda porque e veja como contratar

Voos baratos

Ver hotéis Aluguel de carros Faça agora seu Seguro Viagem

Passagens na mão, estadias reservadas, roteiro escolhido, malas arrumadas. Tudo pronto, certo? Na verdade, não. Um detalhe importantíssimo, que pode ser sua salvação em alguma eventual surpresa: o seguro viagem.

Não se costuma pensar em imprevistos, acidentes e semelhantes durante o planejamento de uma viagem e isso é um grandioso erro. É preciso cogitar o imponderável, caso contrário, você pode se encontrar em uma situação desfavorável, tentando encontrar auxílio em um país estrangeiro, com uma conta imensa de hospital e sem saber para quem recorrer.

O que é seguro viagem?

“A contratação do seguro viagem lhe dá a garantia de que, se algum imprevisto ocorrer, você seja imediatamente amparado (a) – assim como todas as pessoas que vão lhe acompanhar. O seguro cobre problemas com a sua saúde, acidentes e, em alguns casos, até mesmo o seu lar.”

O que ele cobre e quanto custa?

Basicamente, cobre acidentes e decorrentes (morte, invalidez, injúria), custos com internação e medicamentos em caso de doença, atraso e cancelamento de voo por parte da companhia aérea (apenas por motivos de greve, problemas com equipamentos ou clima), cancelamento de voo por parte do segurado (doença ou morte de parente de primeiro grau – mãe, pai, cônjuge ou filho), atraso e perda de bagagem e vários outros possíveis problemas. Veja todos aqui.

Existem variações, é claro, dependendo da região de cobertura e algumas regras. Os nomes são bem simples e claros: nacional, internacional e Europa. O valor da diária varia de acordo com o plano (nacional, internacional e Europa) e a duração. Veja nos links o que eles cobrem e seus valores, respectivamente.

Além disso, é possível segurar seu carro alugado, o que pode ser outra forma de evitar algum tipo de incomodação: “a maioria das locações inclui CDW e proteção contra roubo. O CDW é uma cobertura que isenta o locatário do veículo se situações de colisão ou vandalismo.”

É obrigatório?

É obrigatório para os países que fazem parte do Tratado de Schengen (simplificadamente, o continente europeu). E se eu for até lá sem seguro? Simples, você não entra no país. Entretanto, é importante contratar algum até quando viajar para algum local que não tenha essa exigência.

Seguro Viagem - entenda porque e veja como contratar

Como e que documentação preciso ter para acioná-lo?

Finalmente chegamos nas principais perguntas. Para acioná-lo é simples, basta estar com a apólice do seguro, que conterá informações como seu número e o número de telefone para contatar no país onde você se encontra. Aqui o link para o passo a passo.

Para recebê-lo é preciso estar, primeiramente, a apólice de seguro viagem (novamente) em mãos e seus documentos pessoais. Cada caso específico exige uma documentação, saiba o que reunir em cada situação.

De que forma recebo as assistências ou reembolsos?

Na hora de receber, depende se é serviço ou reembolso. E lembre-se: as indenizações serão pagas no Brasil, em moeda nacional, no prazo máximo de 30 (trinta) dias contados a partir da data de recebimento.

É possível adicionar dias ao seguro ou trocar o beneficiário?

Em ambos os casos a resposta é não. Mesmo assim, é possível realizar as duas ações, pois basta cancelar o seguro e realizar um nova compra, já que essa operação não tem custos ou taxas de cancelamento.

Há como perder o direito à indenização?

Infelizmente, sim. Sendo assim, lembre-se de não:

  • deixar de cumprir as obrigações convencionadas no seu contrato de seguro viagem;
  • agravar intencionalmente o risco segurado;
  • usar qualquer meio ilícito, fraude ou simulação na contratação do seguro;
  • fazer declarações inexatas, por si ou por seu representante, ou seu corretor de seguros, ou omitir circunstâncias que possam influir na aceitação da proposta ou no valor do prêmio.

Compre sua passagem com seguro