Comemorações de Natal pelo mundo

Natal pelo mundo

Voos baratos

Ver hotéis Aluguel de carros

 

O ano vai passando e de repente, ao entrar no supermercado, você se depara com o símbolo oficial do Natal brasileiro: o panetone, responsável por anunciar a chegada do Papai Noel. Se no hemisfério sul o clima quente toma conta das festividades de fim de ano, o hemisfério norte é forrado por neve. Para além das temperaturas opostas, o Natal é celebrado de diversas maneiras ao redor do mundo. Do cardápio as trocas de presentes, conheça as diferenças e peculiaridades das tradições e planeje sua viagem para comemorar a data de forma inesquecível.

 

Colômbia

Bogotá

Foto: https://www.rutadelanavidad.com

O Natal na Colômbia é, sem dúvidas, a data mais aguardada do ano. O início das celebrações é na véspera do dia de Nossa Senhora da Imaculada Conceição, 7 de dezembro. Neste dia, os colombianos acendem centenas de velas para iluminar o caminho de bênçãos. As novenas também fazem parte das tradições do país e são feitas cada dia na casa de um familiar.

Reforçando a importância da data, o conselho de turismo de Bogotá criou a Rota de Natal, levando turistas e moradores a parques, praças e mercados iluminados por milhares de lâmpadas

A ceia no dia 24 de dezembro reúne uma quantidade de comida ainda maior do que nos encontros para as novenas. Os saborosos pratos típicos como os bañuelos (bola frita de queijo) e o peru assado ao molho de ameixas não podem faltar. Para a sobremesa, a natilla (uma espécie de flã com canela) é a favorita dos colombianos.

 

Canadá

Toronto

Enquanto no Brasil a ceia de Natal possui suma importância, no Canadá a data é celebrada na manhã do dia 25, com direito a ceia e troca de presentes. Dentro das tradições canadenses está a maneira de vestir-se para reunir a família: usando suéteres com estampas natalinas. Para tornar a celebração irreverente, há uma competição para ver quem veste o suéter mais feio.

Na mesa, uma espécie de gemada (conhecida como eggnog, feita com baunilha, ovos, açúcar e leite) faz a alegria das crianças e adultos.

As principais cidades do Canadá evocam o clima das festividades por meio dos eventos e decorações. Na capital Ottawa, o centro da cidade ilumina-se com milhares de lâmpadas led. Em Toronto, há as Cavalgadas das Luzes, evento que abre a temporada de festas e possui 300 mil lâmpadas iluminando a prefeitura e a praça Nathan Philips.

 

Estados Unidos

Thanksgiving

Assim como os canadenses, os americanos não dão grande importância para o dia 24 de dezembro. Porém, a preparação para o Natal começa no feriado de Thanksgiving, quando as árvores são montadas. Os pinheiros, aliás, costumam ser de verdade e adquiridos em fazendas produtoras. A decoração de Natal é o ponto alto das festividades – há, inclusive, concursos que premiam a melhor decoração. Todos os esforços giram em torno das luzes e enfeites como as stockings, meias vermelhas que servem tanto para decorar a casa, quanto para acomodar os doces (incluindo o tradicional gingerbread house, biscoito de gengibre em forma de casa, que equivale ao nosso panetone).

Os pijamas natalinos fazem parte da tradição e todos precisam estar devidamente trajados para abrirem os presentes na manhã do dia 25 de dezembro. Enquanto colocam a mão na massa e preparam o pernil, os canais de televisão costumam exibir filmes clássicos de Natal.

 

Alemanha

Coroa do Advento

Passar o Natal na Alemanha faz com que tudo pareça ter saído de um filme. Reunindo clichês como lareiras, neve e mercados natalinos, a Alemanha inicia suas comemorações na noite do dia 6 de dezembro, quando São Nicolau (o Papai Noel) distribui guloseimas para as crianças. A tradição mais conhecida é a Coroa do Advento, uma guirlanda composta por quatro velas que são acesas do primeiro ao último domingo de dezembro, simbolizando a luz trazida com o nascimento de Jesus.

O ganso é a estrela principal da ceia e chega à mesa recheado com miúdos, farelo de pão, maça e castanhas, acompanhado por repolho roxo e bolinhos feitos de pão e batata, conhecidos como knödel.

 

França

Foto: Eric Sonstroem, via Flickr.com

Dependendo da região da França, o Natal pode ter diferentes tradições. A Alsácia, responsável por criar os primeiros mercados natalinos, inicia as comemorações quatro dias antes do Natal, terminando apenas em 6 de janeiro, no Dia dos Reis. Em cada um dos domingos uma vela é acesa. Para a ceia, os franceses usam e abusam de iguarias como escargots, salmão defumado e foie gras.

Já na Bretanha, região ao noroeste da França, as tradições mesclam-se entre pagãs e cristãs. Antes da missa à meia-noite do dia 24, as famílias celebram colocando na lareira um pedaço de tronco banhando na água e sal, para então guardar as cinzas. Há a crença de que os restos do tronco servem para proteger o lar durante todo o ano. O ritual também segue para a ceia, onde a sobremesa servida é a bûche de Nöel, uma espécie de rocambole que imita o tronco da árvore.

Na Provence, as comemorações começam no dia 4 de dezembro e terminam apenas em 2 de fevereiro, no dia de Santa Bárbara. A decoração de Natal é o ponto mais importante das tradições. Para a ceia, a mesa é coberta com três toalhas brancas que representam a Santíssima Trindade, servindo de apoio para os sete pratos, representando as sete dores de Maria. Carnes vermelhas não podem ser servidas, por isso, o jantar é composto de peixes, sopas e legumes.

 

Holanda

kerstkransje

Kerstkransje: doce natalino holandês

As comemorações de Natal na Holanda começam no dia 5 de dezembro, o dia dos festejos de São Nicolau (santo que deu origem ao Papai Noel). É neste dia que as crianças recebem os presentes e deixam sapatos com açúcar e feno para atrair os cavalos que levam Noel.

O Natal é devidamente celebrado nos dias 25 e 26 de dezembro, intitulados de primeiro e segundo dia de Natal, quando as famílias vão à missa e participam de celebrações religiosas. O cardápio da ceia é constituído por peru, carne de lebre e ganso, além de pães e doces holandeses.

 

Voos baratos

Ver hotéis Aluguel de carros